Av. Ana Costa, 146 cj. 809 - Vila Mathias Santos - SP

Como manter a piscina do condomínio segura

07 janeiro

Como manter a piscina do condomínio segura

Categoria: Notícias

Ele chegou e chegou com tudo! Se você achou que estávamos falando de 2021, não é bem o caso. Estamos falando do verão. 

Mesmo com o seu início no final de dezembro de 2020, a onda de calor que se espera para o mês de janeiro já não é mais novidade. Junto com essa onda de calor veio as férias das crianças e o lugar mais procurado e frequentado no condomínio durante esse período é a piscina.

Mas os cuidados com essa área comum foram realizados com segurança? E a sua manutenção? Está em dia?

Sabemos que das áreas comuns de um condomínio, a piscina é uma das mais trabalhosas em questão de manutenção, pois deve ser realizada constantemente, pois deve estar apta para o uso durante o ano inteiro.

O síndico não deve se preocupar apenas com a água limpa e cristalina, precisa estar atento a sua filtragem diária, controle de cloro e pH, assim evitará que a água possa ser fonte de transmissão de doenças de pele, como micose, e infecções intestinais dos condôminos. Além desses controles também é necessário realizar a retrolavagem dos filtros, limpeza das bordas e aspiração. E em dias de menos movimento é necessário realizar uma manutenção mais criteriosa para avaliar se a piscina está com rachaduras, azulejos quebrados ou soltos e verificar a força da sucção dos ralos, caso esteja muito forte recomendamos que contrate uma empresa para realizar a manutenção. Vale pontuar que se a piscina do seu condomínio é antiga, a manutenção deve ser realizada em um período de curta distância.

Além dos cuidados para deixar a piscina disponível de forma adequada, é preciso se preocupar também com a dinâmica de utilização da área, para que esteja segura e assim evitar afogamentos e acidentes, principalmente envolvendo as crianças. E pode não parecer, mas afogamentos em condomínios acontecem frequentemente.

Outro ponto que o síndico deve estar sempre atento é com a sinalização desse ambiente, deixe a vista de todos uma placa informando a profundidade da piscina, e se possível mantenha a área da piscina cercada e trancada para que as crianças não possam ter acesso fácil ao local.

E para manter o controle na área da piscina é necessário que todos os moradores conheçam as regras para utilização. Caso seu condomínio ainda não tenha estabelecido algumas regras, vamos disponibilizar algumas que são padrões na maioria dos condomínios com piscina:

  • Não permita bebidas e comidas na área da piscina, isso ajudará a manter a água em boas condições de uso.
  • Todos que utilizarão a piscina devem passar no chuveiro antes, para diminuir a quantidade de protetores solar e bronzeadores na água e nas bordas.
  • Proíba a entrada de vidros na área, para evitar acidentes, assim como brinquedos.
  • Caixas de som também devem ser proibidas, pois é uma área comum e o ambiente deve ser usufruído por todos, recomende que as pessoas utilizem fones de ouvido.

Lembre-se, é importante que o síndico, como gestor do condomínio esteja atento a todas questões, pois em casos de negligência na gestão pode ser responsabilizado civil e criminalmente.

Fonte adaptada: Site SíndicoNet

Por Inspetor.com