Av. Ana Costa, 146 cj. 809 - Vila Mathias Santos - SP

Setembro Amarelo e a saúde mental nos condomínios

15 setembro

Setembro Amarelo e a saúde mental nos condomínios

Categoria: Notícias

Este mês reservamos esse tempinho aqui para falar sobre um assunto pouco comentado e discutido nos nossos meios de convivência, o suicídio. A Inspetor.com é uma empresa que preza pela segurança e bem-estar de seus clientes, e essa preocupação vai além dos serviços que oferecemos. Então, abrimos esse espaço para falar um pouco sobre o #SetembroAmarelo, mês de Prevenção do Suicídio.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), por ano morrem cerca de 800 mil pessoas vítimas do suicídio. No Brasil, são cerca de 12 mil mortes por suicídio ao ano. Infelizmente o nosso país ocupa o primeiro lugar no ranking  de mortes por suicídio na América Latina.

Quais são as principais causas?

Os casos de suicídios, em sua maioria, estão ligados a algum transtorno na saúde mental, não diagnosticados, não tratados ou tratados de forma inadequada. Em grande parte dos casos, com tratamento correto poderiam ser evitados. Segundo especialistas a pessoa que possui esses transtornos apresentam sinais antes de cometer suicídio, por isso é importante que a sociedade esteja preparada para entender esses sinais e entendam os pedidos de socorro, assim conseguiremos reduzir esse número tão alarmante.

Mais de 90% dos casos de suicídio estão ligados a doenças mentais ou de dependências químicas. Uma das doenças que mais levam ao suicídio é a depressão. E o Brasil possui o maior índice de pessoas ansiosas do mundo, quase o triplo da média mundial, o que acarreta em cerca de 11 milhões de pessoas com depressão.

Outra doença que leva pessoas a cometer suicídio é o transtorno bipolar, de 30% a 50% das pessoas com esse transtorno tentam cometer suicídio, segundo a Associação Brasileira de Transtorno Bipolar (ABTB). Além da ansiedade, depressão e transtorno bipolar, doenças como boderline e esquizofrenia também estão ligadas a casos de suicídio.

Mortes por suicídio também atingem os jovens. Segundo a OMS, é a segunda principal causa entre jovens de 15 a 29 anos, pois é uma fase da vida onde o jovem toma as principais decisões e o momentos que acontecem as grandes transições, causando uma grande pressão.

Isolamento social vs Saúde Mental

Outra grande preocupação dos especialista é esse novo momento que estamos passando, a pandemia obrigou muitas pessoas a ficarem em casa e criarem uma nova rotina, às vezes sozinhos ou com toda família. O local de descanso e lazer virou também local de trabalho, e adequar as rotinas domésticas com o trabalho vem sendo um dos grandes desafios das famílias. Isso pode aumentar o nível de estresse, deixando as pessoas sobrecarregadas e acentuando os transtornos mentais. Segundo a Universidade Federal do Rio de Janeiro após um mês de pandemia, ocorreu um aumento de 80% das ocorrências relacionadas a ansiedade e estresse.

E é por isso que a OMS vem ressaltando a importância do cuidado com a saúde mental, principalmente durante esse momento incomum para todos. Então é importante cuidarmos da nossa mente, dialogando, praticando atividades físicas, mantendo uma boa alimentação, conversando e caso note que mesmo assim as coisas não estão melhorando procure um profissional especialista. 

Cuide da sua saúde mental e ajude aqueles que estão a sua volta, a convivência nos condomínios vai além das quatro paredes do seu apartamento. E assim conseguiremos mudar esses número de forma positiva. 

Fonte adaptada: E-book Setembro Amarelo na sua organização, Sites Sindiconet, OMS e Setembro Amarelo 

Por Inspetor.com